Módulo 1 | Introdução das Línguas Moçambicanas no Ensino em Moçambique

Aula 1 | A Importância das Línguas Africanas para o Acesso à Informação e ao Conhecimento

A importância das línguas africanas para o acesso à informação e ao conhecimento

Antes de saber mais sobre este assunto, realize as actividades que lhe são propostas a seguir:


Actividade 1
Técnica didáctica Interacção em Mesa Redonda.
Conteúdo Língua, acesso à informação e ao conhecimento.
Habilidades a desenvolver no(a) formando(a):
  • Aprimora e adequa a habilidade oral a contextos específicos de comunicação;
  • Melhora a capacidade de discutir em grupo sobre um determinado assunto;
  • Infere sobre os direitos humanos, direitos linguísticos e acesso à informação e ao conhecimento a partir de situações reais.

Actividade 2
Técnica didáctica Interacção em Mesa Redonda.
Conteúdo Língua, acesso à informação e ao conhecimento.
Habilidades a desenvolver no(a) formando(a):
  • Aprimora e adequa a habilidade oral a contextos específicos de comunicação;
  • Melhora a capacidade de discutir em grupo sobre um determinado assunto;
  • Infere sobre os direitos humanos, direitos linguísticos e acesso à informação e ao conhecimento a partir de situações reais.

Texto

Uma mãe contou a seguinte estória:

Numa bela tarde, sua filha voltava da escolinha e perguntou-lhe:

- Mãe, qual é o animal de que mais gostas?

A mãe, por acaso, não disse directamente o animal de que gostava, mas sim o caracterizou.

- É um animal com um pescoço grande e pernas longas.

Antes de a mãe terminar com a descrição, a filha respondeu: – Girafa!

A mãe, surpresa, caracterizou outro animal: - é um animal com tiras pretas e brancas.

A filha logo respondeu: – Zebra!

A mãe continuou descrevendo outros animais e sempre tinha respostas certas da filha. A mãe ficou muito contente, pois se apercebeu de que a sua filha tinha conhecimentos sólidos sobre os animais. E isso era possível porque o nível cognitivo e as habilidades de língua da sua filha estavam suficientemente desenvolvidos. Daí concluiu que há uma relação directa entre a língua e a aprendizagem!

Texto extraído e adaptado de OPENSPACE (2008).

As actividades que acabou de realizar ajudaram a perceber que as línguas são importantes para o acesso à informação e ao conhecimento. Na sequência vai consolidar este assunto, reflectindo sobre a imagem e lendo o apontamento que se segue.

O direito à educação é um dos direitos consagrados em muitos tratados e/ou declarações de âmbito internacional. Atinente ao cumprimento deste direito, estão outras questões, como o acesso à escolarização, qualidade e resultados de aprendizagem. Em todas as suas dimensões, a língua é o centro de tudo isso. A língua é o meio de facilitação das aprendizagens que resultam de uma educação e tem impacto directo na realização individual ou colectiva dos alunos. A língua é fundamental para a identidade das pessoas, e é por si um direito e meio para a percepção do mundo, um recurso de e para auto-aprendizagem e auto-realização. Menosprezar as línguas das pessoas é desvalorizar a sua dignidade e o seu sentido de auto-estima.

Assim, é imperioso que a educação tome em conta o multilinguismo, que é uma característica global, e sua relação com o factor língua, como meio de instrução e, portanto, facilitador ou inibidor do acesso ao conhecimento. Se a educação assim não proceder, o direito das crianças de aprenderem e se tornarem adultos totalmente engajados, capazes de participarem activamente em sociedades democráticas, fica totalmente comprometido. A língua materna é a que mais potencialidade tem de ajudar a criança, e a maioria dos adultos, a aceder e a criar o seu próprio conhecimento. Aliás, a conferência de especialistas da UNESCO sobre educação, em 1951, propôs que o uso das línguas maternas fosse estendido para os níveis avançados dos sistemas educativos de cada país. Nessa altura, determinou-se que as crianças tinham o direito a aprender na sua língua materna.

A tese dessa proposta baseia-se em três principais fundamentos, nomeadamente: (i) a instrução em língua materna é uma forma de melhorar a qualidade da educação, baseando-se no conhecimento pré-existente dos alunos e dos professores; (ii) o Ensino Bilingue ou Multilingue, em todos os níveis, é uma forma de promover a igualdade social e de género, bem como uma componente chave das sociedades linguisticamente diversas; e (iii) a língua é uma componente essencial para a educação intercultural, estimula a compreensão entre diferentes grupos populacionais e assegura o respeito pelos direitos fundamentais.

Em África, o sector de educação tem estado bastante envolvido no uso das línguas africanas como direito e meio de acesso à educação, o que tem influenciado consideravelmente a definição de políticas linguísticas nos países africanos. Ainda que se reconheça os esforços que estão sendo envidados na zona Austral de África com vista ao uso das línguas africanas como meio de instrução, subsistem grandes desafios na materialização dessas políticas.

No caso de Moçambique, em particular, o uso das línguas moçambicanas na educação contribui para o reconhecimento do multilinguismo e multiculturalismo, condimentos importantes para o projecto de construção de uma nação assente no princípio da unidade na diversidade.

Depois de ter lido o apontamento sobre importância das línguas para o acesso à informação e ao conhecimento, realize com o(a) seu/sua colega a actividade que se segue:


Actividade 3
Técnica didáctica Interacção em Mesa Redonda.
Conteúdo Língua, acesso à informação e ao conhecimento.
Habilidades a desenvolver no(a) formando(a):
  • Aprimora e adequa a habilidade oral a contextos específicos de comunicação;
  • Melhora a capacidade de discutir em grupo sobre um determinado assunto;
  • Infere sobre os direitos humanos, direitos linguísticos e acesso à informação e ao conhecimento a partir de situações reais.

Conseguiram, com esta mesa de conversa, despertar o sentido de liderança, a autoconstrução e apropriação do conhecimento, a participação activa e responsável de todos nas actividades em grupo? Nas actividades em grupo, é muito importante que as formandas e formandos assumam papel de liderança na apresentação para a turma.


Assista à Videoaula

Nota: O conteúdo deste vídeo contém o mesmo conteúdo do texto do Manual