Módulo 3 | Métodos de Ensino-Aprendizagem da Oralidade

Aula 6 | Avaliação das Competências da Oralidade

Avaliação das competências da oralidade

Avaliar a oralidade é condição necessária para, por um lado, garantir uma apreciação mais completa do nível de aprendizagem das competências essenciais e, por outro, motivar o aluno para o desenvolvimento da oralidade. De um modo geral, os professores não têm o hábito de avaliar a oralidade, principalmente quando se trata de uma língua primeira dos alunos.


Então, como avaliar as habilidades de ouvir e falar em língua primeira?

Ao longo das aulas, o professor vai fazendo a verificação da compreensão do vocabulário e do uso das estruturas da língua primeira propostas para a aula ou unidade temática. A avaliação da oralidade é sempre feita de forma continuada, isto é, ao longo das actividades lectivas orientadas pelo professor para o desenvolvimento da oralidade. Para além desta prática, o professor pode avaliar a oralidade através de testes pré-concebidos e direccionadas para aspectos específicos da oralidade.

Por exemplo, para avaliar a oralidade pode-se prever a observação de parâmetros como (i) apreende uma informação em linguagem corrente; (ii) reage com frases adequadas em qualquer tipo de comunicação; (iii) usa vocabulário variado e adequado; (iv) encadeia as ideias com facilidade; (v) expressa as ideias com facilidade e de uma forma lógica; etc.

Para uma melhor gestão e controlo dos indicadores de avaliação da oralidade, o professor pode elaborar uma ficha de avaliação em função dos objectivos e estratégia usada no ensino da oralidade. Com base nos dados fornecidos pela ficha de controlo, o professor fica com uma ideia clara do tipo de reforço a dar aos seus alunos.

A seguir apresenta-se uma simples ficha para a avaliação da oralidade, adaptada de Gonçalves e Diniz (2004):

Nome do aluno Apreende informação em linguagem corrente Produz frases adequadas Usa vocabulário adequado Encadeia as ideias com facilidade Observações

Tabela 4: Proposta de ficha para avaliação da competência oral, adoptada de Gonçalves e Diniz (2004).


Para o preenchimento da ficha, o professor pode usar indicadores que representam o nível de prestação do aluno (excelente, muito bom, bom, suficiente, mau). Na coluna de observações, o professor vai registando as dificuldades do aluno as quais lhe permitirão decidir melhor sobre o tipo de intervenção ou reforço que deve fazer para com o seu aluno.


Como avaliar a oralidade a partir de um teste?

Para avaliar as competências da oralidade o professor pode:


Actividade 8
Técnica didáctica Trabalho independente.
Conteúdo Auto-Avaliação.
Habilidades a desenvolver no(a) formando(a):
  • Auto-avalia sua compreensão em relação à avaliação da oralidade em uma língua primeira com base nas questões colocadas.

Assista à Videoaula

Nota: O conteúdo deste vídeo contém o mesmo conteúdo do texto do Manual