Módulo 4 | Textos Jornalísticos

Aula 4.2Reportagem

Oralidade

A violação dos direitos da criança constitui uma preocupação mundial, por isso, o Governo, a sociedade civil e várias organizações não-governamentais têm desenvolvido acções com vista à consciencialização sobre o fenómeno. De entre as várias formas de violação dos direitos da criança, destacam-se os casamentos prematuros e a gravidez precoce.

Nesta luta de combate aos casamentos prematuros e gravidez precoce, a escola e o professor têm um papel determinante. Organize uma reflexão na sua turma com o seguinte tema: O papel do professor no combate aos casamentos prematuros e às gravidezes precoces.

Passos da reflexão:

1. Plenária: O formador apresenta o tema (casamentos prematuros e gravidez precoce), colocando algumas questões, tais como:

2. Em grupos: Os formandos, em cartões ou no verso de papel usado (reaproveitamento), escrevem as suas respostas sobre as perguntas colocadas.

3. Plenária: Os diferentes grupos colam no quadro os seus cartões que servem de base para a reflexão colectiva, moderada por um formando e uma formanda.

4. Colagem dos cartões nas paredes da sala por algum tempo e cada formando pode ser chamado a falar sobre tudo ou sobre partes concretas dos dois problemas.

Texto

CASAMENTOS PREMATUROS E GRAVIDEZES PRECOCES: Uma luta que supera crenças

A prevenção e combate aos casamentos prematuros estão além das denominações religiosas, orientações políticas, crenças tradicionais e até mesmo das diferenças culturais entre as pessoas de diferentes regiões e grupos étnicos existentes.

É por isso que nos próximos três anos, líderes religiosos, matronas, madrinhas dos ritos de iniciação, organizações da sociedade civil e Governo vão-se juntar para difundir mensagens de sensibilização com o objectivo de pôr termo a estas situações de violação dos direitos das crianças.

O projecto pretende desenvolver actividades que sensibilizem e desencorajem a prática dos casamentos prematuros nas comunidades, fenómeno que tem desgraçado a vida de raparigas, suas famílias e a comunidade em geral.

Trata-se de uma iniciativa da esposa do Presidente da República, Isaura Ferrão Nyusi que, num primeiro plano, será implementada e desenvolvida nas províncias de Cabo Delgado, Niassa, Zambézia, Nampula, Manica, por sinal, as que registam os maiores índices de casamentos prematuros.

Algumas práticas socioculturais ligadas à sexualidade, como os ritos de iniciação, de purificação, a herança da viúva, o pagamento de dívidas utilizando crianças e a poligamia continuam um entrave na luta contra os direitos da rapariga.

A primeira-dama da Zâmbia, Ester Lungu, defende que o combate contra e a prevenção dos casamentos prematuros e gravidez precoce passam pelo empoderamento das suas famílias, situação que vai evitar que os pais coloquem as raparigas à venda em troca de riqueza.

“Precisamos de devolver a nossa rapariga à escola. A provisão de hospitais para a saúde rural, a inclusão da criança com deficiência física e mental, a provisão de água potável para o consumo são algumas acções em prol do empoderamento da rapariga”, disse Lungu.

Ester Lungu explicou que o empoderamento da mulher também pode ser uma saída para os casamentos prematuros, pois ao empoderar uma mulher estar-se-á a empoderar uma família, o que ia evitar a venda de raparigas a homens com alguma estabilidade financeira.

Fui submetida aos ritos muito cedo: Felismina Jerónimo, Jovem residente em Muidumbe

Felismina Jerónimo, natural e residente no Distrito de Muidumbe, na província de Cabo Delgado, tinha 12 anos apenas, quando a sua mãe decidiu encaminhá-la aos ritos de iniciação, antes mesmo do aparecimento da primeira menstruação.

A mãe de Felismina, entretanto, hoje já com 19 anos, pensava que aquele era o melhor no momento para preparar a sua filha, a fim de entrar na fase adulta. Mesmo sem entender e poder reclamar, a jovem aceitou participar e receber os ensinamentos que são ministrados nestas cerimónias.

Hoje, com um pouco mais de consciência, afirma que aquele não é lugar para uma criança, pois as coisas que são ensinadas levam as meninas a desenvolver curiosidade de experimentar o que aprendem através das matronas e madrinhas dos ritos.

“Não podemos aceitar que as meninas sejam submetidas aos ritos antes da puberdade. As coisas que se ensinam não são para a sua idade. Isto empurra-as para os casamentos prematuros e gravidezes precoces e a culpa é dos pais”, afirmou.

Felismina disse ser normal na sua comunidade que as mães levem crianças menores de 10 anos para serem submetidas aos ritos de iniciação e são elas que pagam as matronas para que recebam as instruções sobre sexo desde cedo.

“Por vezes tentamos chamar atenção às mães para este mal. Mas elas recusam- se alegando saber o que é melhor para as suas filhas. É uma situação deplorável e precisamos da intervenção de quem é de direito para parar estas práticas”, acrescentou.

In Jornal Notícias, 17 de Março de 2017

Compreensão do texto

1. Casamentos prematuros e gravidezes precoces: Uma luta que supera crenças. Comente o título.

2. É por isso que nos próximos três anos, líderes religiosos, matronas, madrinhas dos ritos de iniciação, organizações da sociedade civil e Governo vão-se juntar para difundir mensagens de sensibilização.

  1. Qual é a importância de integrar os líderes religiosos, matronas, madrinhas dos ritos de iniciação no combate aos casamentos prematuros e à gravidez precoce?
  2. De que forma o professor pode contribuir para os objectivos do projecto?
  3. Qual é a importância do projecto na preservação dos direitos da criança?

3. O que sugere a primeira dama da Zâmbia para combater casamentos prematuros e a gravidez precoce?

  1. Concorda? Justifique.

4. “Não podemos aceitar que as meninas sejam submetidas aos ritos antes da puberdade. As coisas que se ensinam não são para a sua idade. Isto empurra-as para os casamentos prematuros e gravidezes precoces e a culpa é dos pais”.

  1. Comente esta afirmação de Felismina.

Ficha Informativa

REPORTAGEM

A reportagem é também um texto jornalístico que permite uma abordagem mais aprofundada de informações, em muitos casos, já veiculadas em forma de notícia.

Reportagem é uma narração informativa na qual a visão e o foco do jornalista, presente no terreno, são determinantes. A sua técnica apela à narração e à notícia. Testemunha directa dos acontecimentos, o repórter confere-lhes vida, cor, relevo e humanidade.

Tipos de Reportagem

Reportagem de acontecimentos – é uma história acabada, o observador dá o relato como simultâneo e completo, não evoluindo no tempo. Nela tudo gira à volta da descrição.

Reportagem de acção - oferece uma visão dinâmica dos acontecimentos que narra, seguindo a linha temporal do seu desenrolar.

Reportagem de citações ou entrevistas - é uma espécie de entrevista jornalística, na qual se misturam palavras textuais do entrevistado com descrições e narrações da responsabilidade do repórter.

Estrutura

Saiba Mais

Vocabulário

1. A primeira-dama da Zâmbia, Ester Lungu, defende que o combate contra e a prevenção dos casamentos prematuros e gravidez precoce passam pelo empoderamento das suas famílias, situação que vai evitar que os pais coloquem as raparigas à venda em troca de riqueza.

  1. De acordo com o texto, qual é o significado das palavras sublinhadas?
  2. Reescreva a frase, substituindo-as por outras ou por expressões, sem lhe alterar o sentido.
  3. Construa frases utilizando as palavras sublinhadas.

2. Partindo das palavras dadas complete o quadro:

Substantivo

Verbo

Adjectivo

defender

gravidez

família

riqueza

evitar

Ficha Informativa

Orações Subordinadas Adverbiais

As orações subordinadas adverbiais são aquelas que exercem função de advérbio, ou seja, de contextualizar circunstâncias, de intensificar qualidades, acentuando os sentidos que se pretende construir ao que se diz ou se escrevem. Elas podem ser classificadas em Causais, Comparativas, conformativas, Concessivas, Condicionais, Consecutivas, Finais e Temporais.

Oração subordinada causal - Exprime causa.

Exemplo.: Não vou ao campo porque está a chover.

Oração subordinada comparativa - Estabelece comparação entre elementos da oração principal e da oração subordinada.

Ex: A Ana é tão dedicada nos estudos como era o irmão mais velho.

Oração subordinada condicional - Exprime condição.

Ex: A Ana vai ganhar a bolsa de estudos se conseguir ser a melhor da classe.

Oração subordinada temporal - Indica circunstância de tempo.

Ex: A Ana ficou feliz quando soube que dispensou.

Quadro das Principais Conjunções e Locuções Conjuncionais Subordinativas

Designação

Conjunções

Locuções

Temporais

(indicam tempo)

quando, enquanto, apenas, mal, como

antes que, depois que, logo que, assim que, desde que, até que, primeiro que, sempre que, todas as vezes que, tanto que, à medida que, ao passo que

Causais

(indicam causa ou motivo)

porque, pois, porquanto, que (=porque), como (=porque)

visto que, já que, por isso que, pois que, uma vez que, posto que

Finais

(designam o fim)

que (=para que)

a fim de que, para que, por que

Condicionais

(exprimem uma condição)

se, caso

a não ser que, desde que, contanto que, salvo se, sem que, dado que, a menos que, excepto se

Conformativas

conforme, consoante, segundo, como

de acordo com, em conformidade com,

Comparativas (estabelecem uma comparação)

Como, segundo, conforme, que, qual (antecedida de tal)

como…assim, assim

como… assim, assim

como… assim também, bem como, que nem, segundo... assim, consoante… assim, conforme… assim, tão/ tanto… como, como se,

Consecutivas (exprimem consequência)

que (combinada com tal, tanto, tanto, presentes ou latentes na oração anterior)tão ou tamanha, de tal maneira, de tal modo, de tal sorte

Concessivas (apresentam facto contrário à acção principal, mas incapaz de impedi-la)

embora, conquanto, que (=ainda que)

ainda que, posto que, mesmo que, se bem que, por mais que, por menos que, apesar de que, nem que, por muito que, por pouco que

Funcionamento da língua

Exercícios

1. Faça a divisão e classificação das orações nas frases que se seguem.

  1. O projecto foi criado porque há violação dos direitos da criança.
  2. A Felismina foi aos ritos de iniciação quando tinha 12 anos.
  3. Os pais não permitiriam casamentos prematuros se tivessem mais informação.
  4. A primeira dama de Moçambique condena veementemente os casamentos prematuros, tal como a primeira dama da Zâmbia.

2. Identifique as conjunções nas frases em 1.

3. Forme frases complexas empregando as conjunções identificadas em 2.

4. Siga o modelo, transformando as partes sublinhadas das frases em orações subordinadas correspondentes:

Colocamos as vidas das meninas em risco por as empurrarmos para o casamento prematuro.

Colocamos as vidas das meninas em risco porque as empurramos para o casamento prematuro.

  1. Para conseguir emprego, a Felismina continuou com os estudos.
  2. Chegada à idade adulta, a mulher está em melhores condições de assumir a maternidade.
  3. Ela conseguiu terminar os estudos apesar de todas as dificuldades.
  4. A rapariga não pode assumir a responsabilidade da maternidade sendo menor de idade.
  5. A família impede o desenvolvimento das meninas ao permitir que elas se casem cedo.

Saiba Mais

Aprofunde seus conhecimentos

Leitura expressiva

Concurso de leitura

Depois da leitura e interpretação do texto Casamentos prematuros e gravidezes precoces: uma luta que supera crenças, certamente que já conhece o texto em termos de forma e de conteúdo. Em seguida, organize um jogo de leitura com os seus colegas respeitando os princípios e os passos definidos nos jogos anteriores.

Produção Escrita

Concurso de Caligrafia

A escrita do professor serve de modelo e de inspiração para os seus alunos, por isso, deve ser exemplar em termos de configuração das letras, ligação entre elas, colocação na pauta do caderno, com uma dimensão normal (não muito grande, nem muito pequena), limpeza (sem borrões), sinais de pontuação, acentos e outros sinais gráficos bem colocados (bem configurados e encostados à última palavra)”.

Nota: Lembre-se que a vírgula deve estar imediatamente colada a palavra a que se segue. Entre os parenteses e a palavra não se deve deixar espaço.

Para se conseguir este nível de caligrafia, é preciso apreciar e observar modelos, além de treinar muitas vezes a partir de textos curtos.

Por isso, organize e participe num concurso de caligrafia, na sua turma, para se apoiarem mutuamente no aperfeiçoamento da escrita em letra cursiva, respeitando os seguintes passos:

Resumo

A reportagem é um texto jornalístico que apresenta informações noticiosas de forma mais profunda e detalhada, permitindo melhor conhecimento e compreensão do assunto noticiado. Por isso, os assuntos apresentados numa notícia podem ser desenvolvidos de forma a constituir uma reportagem.

As orações subordinadas adverbiais são aquelas que completam a oração principal funcionando como adjunto adverbial que exprime uma circunstância que pode ser de tempo, de causa, de finalidade, etc. As circunstâncias expressas servem de base para a sua classificação.

Ex: A cerimónia de graduação no IFP começou/ quando chegou a governadora.

Oração subordinante: A cerimónia de graduação no IFP começou

Oração subordinada temporal: quando chegou a governadora

O estudo das orações subordinadas deve conduzir ao desenvolvimento da competência comunicativa do aluno, exercitando a selecção e o emprego adequado das conjunções e locuções subordinativas adverbiais.

O casamento prematuro e a gravidez precoce representam situações de violação dos direitos das crianças e têm consequências muito graves na vida das raparigas, tais como a sua morte ou lesões perenes pelo facto de não estarem fisicamente preparadas, desistência escolar, para elas cuidarem da gravidez e mais tarde do filho e/ou para se dedicarem à vida de casadas.

Em 2016, foi divulgada a Estratégia Nacional de Prevenção e Combate aos Casamentos Prematuros (2016-2019) numa abordagem holística da criança e dos seus direitos.

A reflexão deve conduzir à consciencialização do formando e, como futuro professor, ele deve tornar-se agente activo no combate contra este fenómeno social.

Assista à Videoaula