Módulo 7 | Textos diversos

Aula 7.5E-mail

Produção Escrita

Vai começar esta unidade por escrever um email para o seu formador. Espera-se que por estas alturas já tenha um endereço electrónico que funcione e que saiba escrever no computador. Se não o sabe, peça ajuda a algum colega seu: não peça que ele escreva o seu email; peca que lhe ensine a usar o computador para escrever um email. Lembre-se que não se aprende a nadar fora da água! Escreva e fique à espera para ver o que vai acontecer.

Texto

Compreensão do texto

Responda por escrito ao seguinte questionário:

  1. Qual é o objectivo deste e-mail?
  2. Como é que a autora soube da existência da vaga?
  3. Em que baseia a sua candidatura para a vaga?
  4. Na sua opinião, a remetente está qualificada para a vaga? Porquê?
  5. O que caracteriza a escola de Chimoio onde leccionou logo após a sua formação?
  6. Pode-se dizer que a candidata submeteu-se à formação contínua. Copie do texto a passagem que comprova este facto.
  7. Quais são os documentos que podem comprovar as suas afirmações quanto às qualificações na matéria em questão?

Género textual

Ficha Informativa

Todos nós sabemos que o e-mail se tornou numa forma bem popular de enviar documentos, solicitações, currículos, escrever qualquer tipo de assunto e para todos os tipos de ocasiões e pessoas. Embora tenha semelhanças com carta há algumas diferenças que convém conhecer e respeitar. Dentre elas é que o email exige o uso de um meio tecnológico digital (tablet, telemóvel, computador) e a existência de duas contas de endereço electrónico para correio.

Basicamente existem dois tipos de email:

E-MAIL FORMAL

Características:

Um bom e-mail formal convida uma resposta.

Finalidade:

Requisitos para escrever um bom e-mail:

Tal como noutros tipos de textos, estes requisitos são muito importantes, sobretudo num e-mail de candidatura a emprego. Imagine apresentar-se com erros crassos! A possibilidade de vir a ser aceite para a vaga diminui. Explore o corrector ortográfico e gramatical acoplado à boa parte das redes de correio electrónico como gmail, hotmail e muitos outros.

A. Escrevendo um e-mail formal

Para começar deve ter um endereço de e-mail

Iniciar o e-mail colocando o assunto que o leva a escrever na linha correspondente.

Nos parágrafos seguintes explique melhor o seu assunto numa mensagem curta, indo directamente ao assunto, mencionando os aspectos que julgar relevantes, evitando artifícios e ornatos.

Despedida

  1. Use termos formais, tais como Atenciosamente ou Com os melhores cumprimentos.
  2. Assine com o seu nome completo e indique cargo e telefone se julgar adequado.

B. Anexando documentos ao e-mail

C. Revisão

Para terminar o e-mail formal, faça revisão de tudo novamente, procure e corrija erros escondidos. Facilita muito ler o texto em voz alta.

Vocabulário

Ficha Informativa

Muitas vezes, para apresentarmos o assunto de um e-mail valemo-nos de nominalizações, isto é, precisamos de derivar nomes a partir de verbos ou outros nomes e isso é possível por duas vias:

  1. Derivação regressiva - forma nomes a partir de verbos retirando-lhes segmentos. Normalmente são palavras pertencentes à classe de nomes abstractos e o seu significado implica acção, com o significado de acto ou efeito de (verbo):
    1. ensino: acto ou efeito de ensinar;
    2. estudo: acto ou efeito de estudar;
    3. estágio: acto ou efeito de estagiar.
  2. Derivação sufixal - derivação com sufixos nominais indicando acção ou resultado a partir de um outro nome ou de verbos.

Sufixos nominais comuns indicando acção ou efeito:

Sufixo

Exemplos de nomes

Mais exemplos

  1. que se juntam a um nome

-ada

denteàdentada

palmaàpalmada

pedrada, pincelada, semanada, paulada, chinelada

-agem

pesoà pesagem

lavagem, folhagem, carruagem,

-aria

gritoàgritaria

pirataàpirataria

pescaria, doçaria, feitiçaria, calmaria

  1. que se juntam a um verbo

ão

puxaràpuxão

rasparàraspão

rasgão, arranhão, pregão, evolução, fundição

-ção

duraràduração

admiraràadmiração,

fixação, salvação, invenção, tradução

-ura

pintaràpintura

secura, tortura, mistura, fartura

-ssão

agredir àagressão

suprimir à supressão

permissão, emissão, confissão

-mento

juraràjuramento,

casaràcasamento

descobrimento, provimento, sofrimento, embelezamento, fornecimento

-nça

vingaràvingança,

creràcrença

esperança, lembrança, pertença, desavença

-ncia

importaràimportância, relevaràrelevância

valência, tolerância, distância, exigência, vigilância, residência

Exercícios

  1. Partindo das palavras que se seguem e que foram usadas no texto, forme substantivos para enriquecer os exemplos do quadro anterior. É possível que algumas admitam duas formas.

    Formar submeter candidato coordenar publicar obter participar introduzir candidatar educar estabelecer conhecer desenvolver atender referir orientar integrei relacionar concluir colocar recomendar disponibilizar informar agradecer terminar dispensar.

  2. Use 5 das palavras que adicionou em frases bem construídas.

Funcionamento da língua

Ficha Informativa

…publicada no jornal Notícias de 21 de Novembro de 2017, de onde obtive o seu endereço.

O verbo obter deriva de ter e há regras importantes a respeitar sobre os verbos ter e vir e seus derivados.

Conjugam-se da mesma maneira o verbo ter e seus derivados - ater, conter, deter, manter, obter, reter, suster

  1. Eu tenho um diploma avançado. Que vantagens obtenho com isso?
  2. A Mariana obteve quinze valores no exame de Pedagogia.
  3. A Polícia deteve os cinco indiciados de crime de burla.
  4. Tenham atenção ao escrever.
  5. Retenham esta regra!
  6. Não nos contivemos; desatamos a correr de emoção.
  7. Detivemo-nos logo que ouvimos o toque.

Igualmente, o verbo vir e seus derivados - advir, intervir, provir, convir - conjugam-se do mesmo modo.

  1. O Lázaro veio da Muidumbe e interveio para apresentar o programa.
  2. Convinha que viesses mais cedo.
  3. Aquele feijão todo provinha de Cuamba.
  4. As meninas já não têm receio de jogar futebol e intervêm mais nos debates da turma.

Ortografia

Ficha Informativa

Verbos ter e vir e seus derivados

  1. A 3ª pessoa do singular do presente do indicativo dos verbos ter e vir não é acentuada. No entanto, os seus derivados recebem obrigatoriamente acento agudo na última vogal:

    tem

    vem

    retém

    provém

    contém

    intervém

    1. O Juvenal tem já um endereço electrónico e escreveu o e-mail que contém essa informação.
    2. O e-mail de que te falei provém de uma livraria e vem sem assunto expresso.
    3. A Luciana vem de uma escola técnica, por isso intervém muito nas aulas de Educação Visual.
  1. A 3ª pessoa do plural do presente do indicativo dos verbos ter e vir e seus derivados recebe obrigatoriamente acento circunflexo:

Ele tem

Eles têm

Ele detém

Eles retêm

Ele mantém

Eles mantêm

Ela vem

Elas vêm

Ele intervém

Eles intervêm

Ele advém

Eles advêm

Exercícios

  1. Preencha os espaços com formas dos verbos indicados:

    Para nós (convir) que todos os formandos saibam escrever emails adequadamente. Por isso (manter) todos os computadores em condições de serem utilizados. Usamos fundos que ________ (provir) de despesas administrativas para qualquer reparação e (reter) uma parte do valor das matrículas para esse fim.

    Nem todos usam devidamente as máquinas e isso (advir) do facto de não terem tido nenhum contacto com computadores durante a sua formação anterior. Os que _______ (provir) do ensino geral daqui do distrito têm bons conhecimentos porque se organizaram jornadas para o efeito e muitos deles (reter) o principal e agora_______ (obter) beneficio dessas sessões.

  2. A turma S do IFP de Chibututuine recebeu da formadora Fernanda Óscar uma tarefa segundo a qual devia fazer um trabalho individual sobre o adjectivo na LINGUA PORTUGUESA e enviá-lo por email, numa data especificada. A turma fez o trabalho e, por acaso, selecionámos as mensagens que seguem. Leia-as tendo em conta as instruções dadas para o caso e que o email deve ser formal. Verifique se estão bem e corrija as que apresentam falha(s) , incluindo falhas de língua. (Esta actividade deve ser feita em grupos de 3 a 4 formandos).

i.

ii.

iii.

iv.

v.

vi.

Produção Escrita

Tendo terminado o estudo de email, veja cuidadosamente o email que escreveu no início. Reescreva-o considerando o que, entretanto, aprendeu.

Resumo

Um bom e-mail, seja formal ou informal, deve conter assunto, saudação, corpo da mensagem e despedida.

O tamanho e o conteúdo dependerão da natureza da mensagem. O e-mail formal tem no máximo 5 parágrafos, com cerca de cinco linhas cada um. O informal pode ser mais extenso. No e-mail informal podem usar-se emoticons, abreviaturas, mas no email formal tal está vedado, salvo se forem siglas relevantes e conhecidas.

Leitura Adicional

ETIQUETA NA INTERNET

Os smartphones permitem receber e enviar e-mails em qualquer lugar. Este meio de comunicação é conveniente e tem a vantagem de não interromper ninguém, como acontece com as SMS e os telefonemas. Mas há algumas regras a observar.

Existem regras tão básicas sobre e-mails - como a de verificar se não contêm erros ou escrever o destinatário apenas no fim para se certificar que não o envia antes de tempo, por puro descuido, que nem vale a pena falar nelas. Mas existem princípios de etiqueta que deve ter bem presentes no seu dia-a-dia, e que lhe podem poupar dissabores e até abrir portas para novos contactos. Apresentam- se sete regras básicas seleccionadas de um livro escrito por Barbara Pachter, coach de carreira.

ESCREVA O QUE PRETENDE NA LINHA DE “ASSUNTO”

Deixar este espaço em branco obriga o destinatário a abrir o seu e-mail mesmo que não seja o melhor momento, pois não sabe se é um assunto urgente ou algo que pode esperar. Se usar essa linha para escrever “marcação de reunião de planeamento” ou “novo orçamento de marketing”, o receptor saberá o que pretende, e ser-lhe-á mais fácil localizar estes e-mails mais tarde, se for necessário.

USE UM ENDEREÇO PROFISSIONAL

Esta questão não se coloca para quem trabalha por conta de outrem. Porém, se trabalha por conta própria, é crucial ter um endereço à altura do seu estatuto. De preferência, o endereço deve incluir o seu nome, para que seja mais fácil ao destinatário identificá-lo. E nem vale a pena dizer-lhe que deve enterrar de vez o endereços do género diva@gmail.com, mrmusculos@gmail.com, ou magostosa@yahoo.com.br, luisinho@hotmail.com. Numa situação em que pode ser útil usar o seu email pessoal, um endereço destes transmitirá uma imagem de imaturidade e de pouco profissionalismo.

CONTROLE O USO DE PONTOS DE EXCLAMAÇÃO

Algumas pessoas tendem a abusar dos pontos de exclamação, usando-os no final das frases, sem critério. A verdade é que quem ler a sua mensagem vai ficar confuso, e com a ideia de que é uma pessoa demasiado emocional ou imatura. Podemos dizer-lhe que os use com moderação, se bem que nas comunicações de trabalho raramente se justifique a sua utilização.

CUIDADO COM O HUMOR

Quando não é acompanhado do tom de voz ou da expressão facial certos, o humor corre o risco de ser mal interpretado. A menos que conheça muito bem o destinatário, é melhor deixar o humor para quando estiverem cara-a-cara. Até porque o que o faz rir a si, pode não ser o mesmo que faz rir o seu interlocutor. E enquanto ao vivo é mais fácil desviar imediatamente a conversa noutro sentido, por escrito a frase fica a pairar no ar, sem ser esclarecida.

RESPEITE AS DIFERENÇAS CULTURAIS

É fácil deixar-se apanhar pelas diferenças entre culturas, sobretudo quando comunica por escrito e ainda mal conhece o interlocutor. Seja muito prudente e tente adequar a sua mensagem ao destinatário.

RESPONDA AOS E-MAILS, MESMO QUE NÃO SEJAM PARA SI

Parece quase impossível responder a todos os emails, ainda mais quando eles não lhe são dirigidos. Mas é uma regra de cortesia comunicar o engano à pessoa que o enviou por engano, especialmente se percebe que ela aguarda uma resposta. Basta escrever algo como “Penso que me terá enviado este email por engano e queria alertá-lo para que possa fazê-lo chegar à pessoa certa”. Mesmo que não conheça o remetente, a sua atitude será apreciada e até pode contribuir para alargar a sua rede de contactos.

PENSE DUAS VEZES ANTES DE FAZER “REPLYALL” (RESPONDER A TODOS)

Ninguém quer saber de e-mails para 20 pessoas se o assunto não lhe disser respeito. É verdade que podem tentar ignorá-los, mas tendo em conta que muitas pessoas recebem notificações nos telemóveis ou no ecrã do computador, é uma distracção desnecessária. Responda para todos apenas quando tem a certeza de que o assunto é do interesse geral - se é para trocar uma piada com alguém, responda-lhe directamente.

http://expresso.sapo.pt/iniciativaseprodutos/energia-de-portugal/energia-de-portugal-2014/

regras-de-etiqueta-do-email=f834820 (com adaptações) [27-07.2017]

Assista à Videoaula