Módulo 3 | Desenvolvimento Humano e a Aprendizagem

Aula 3.6.1Classificação das teorias da aprendizagem

Reflexão Inicial 1

  1. Faça uma breve pesquisa bibliográfica sobre as teorias de aprendizagem.
  2. Comunique os resultados da sua pesquisa aos seus colegas da turma, usando a técnica “Caminhada na galeria”.

Embora existam diferentes abordagens em relação ao processo de aprendizagem, convém agrupá-las em 3 grandes linhas e que, deste modo, constituem as três abordagens teóricas principais sobre a aprendizagem:

A. Teoria comportamentalista

A ideia principal do comportamentalismo é de reduzir a Psicologia à investigação de comportamentos observáveis. Embora os processos internos (como processos cognitivos, motivação, emoção) não sejam negados, eles não são considerados, como não é possível observá-los, nem medí-los. O mundo interno do ser humano é, portanto, visto como uma “caixa negra”.

Teorias comportamentalistas pressupõem que as mudanças no comportamento são causadas por eventos (estímulos), que provocam uma certa reacção ou um certo resultado (consequência).

De acordo com os modelos comportamentalistas, a aprendizagem estabelece- se entre a manifestação do comportamento e a recompensa resultante dele. Um comportamento socialmente desejado tende a ser estimulado ou reforçado positivamente (reforço ou estímulo positivo), para que seja repetido sempre que for necessário, em condições apropriadas.

Um exemplo da aplicação do reforço positivo é quando o professor elogia o seu aluno por ter feito os deveres de casa (TPC). Dada a gratificação do incentivo social recebido, é muito provável que nas aulas seguintes a criança apresente sempre, ao professor, o TPC realizado e de forma correcta.

O comportamento pode também ser reforçado negativamente (reforço ou estímulo negativo), para que ocorra conforme o desejado. Basta para isso retirar o estímulo que impede que tal comportamento seja apresentado satisfatoriamente.

Qualquer factor que impede que o aluno aprenda o esperado é um estímulo negativo. Quando retirado, a aprendizagem volta a ocorrer normalmente e, talvez, melhor.

O afecto do professor, a boa definição dos objectivos de ensino, a correcta selecção dos conteúdos de ensino e muitas outras situações de sala de aula bem elaboradas, constituem reforços positivos para o comportamento de aprender.

No contexto de metodologias de ensino-aprendizagem, o comportamentalismo é representado pela aprendizagem mecânica de informações, através da repetição de tarefas prescritas, até que o aluno consiga resolvê-las de forma correcta. O elogio pelo professor ou o próprio sucesso da aprendizagem constituem o estímulo para reforçar as informações decoradas.

Para assegurar o reforço da aprendizagem através do sucesso, os conteúdos da aprendizagem devem ser preparados de forma que permitam ao aluno a experiência de sucesso.

Skinner descreve as seguintes regras para atingir este objectivo:

O ensino baseado no comportamentalismo não prepara os alunos para a resolução de problemas ou para o pensamento criativo. O papel do aluno limita-se ao recordar factos básicos, dar respostas mecânicas e realizar tarefas.

B. Teoria cognitiva

A teoria de aprendizagem cognitiva baseia-se nos processos cognitivos que determinam o comportamento observável, pressupondo que seres humanos processam a informação que recebem, ao invés de meramente responder a um estímulo. Isso significa que o aluno tem um papel activo no processo de aprendizagem, tentando entender e relacionar a informação recebida aos conhecimentos que já possui.

A aprendizagem é vista como mudança de conhecimentos e não apenas uma mudança no comportamento. Mudanças de comportamento servem apenas como indicadores para as mudanças mentais.

C. Teoria construtivista

O constructivismo parte do pressuposto de que o ser humano constrói a sua própria perspectiva da realidade que o rodeia, com base nas experiências individuais e os conhecimentos que possui.

Como cada um tem experiências e conhecimentos diferentes, a aprendizagem é diferente e única para cada pessoa.

O processo de aprendizagem consiste na construção de novas ideias ou conceitos, baseada em experiências e conhecimentos anteriormente adquiridos, ajustando os modelos mentais existentes à nova experiência. Esta teoria dá prioridade a um ensino centrado no aluno, onde o professor assume um papel de orientador ou facilitador no processo de construção do conhecimento.

Os professores constructivistas encorajam os alunos a reflectir sobre as suas experiências, apoiando-os, assim, na integração de novos conceitos. O papel principal do professor, neste processo, é o de questionar e encorajar o processo de reflexão.

Exemplo

Numa aula da 2ª classe, a professora apresenta à turma uma selecção de imagens com seres vivos e não vivos; e pede aos alunos para agruparem em seres vivos e não vivos (seja individualmente, aos pares, ou em grupos).

Depois, a professora encoraja os alunos a explorarem as suas ideias, porque agruparam assim, dando ampla oportunidade aos alunos para expressarem as suas ideias. As ideias podem não ser todas correctas, mas a professora não corrige logo, mas sim através do próximo passo, em que dá a tarefa aos alunos, para identificar as características comuns dos seres vivos. A professora orienta a conversa em volta disso, usando colecções de imagens e, de cada vez, encorajando os alunos, para examinarem o que pensam. A professora usa os pensamentos dos alunos para seguir o caminho de pensamento, por exemplo: o Jorge dizia que seres vivos falam. Será que todos os seres vivos falam? Alguém conhece um ser vivo que não fala? Assim, a professora vai corrigindo as concepções ao longo da conversa, sempre usando as ideias dos alunos.

Saiba Mais

Aprofunde seus conhecimentos

Resumo do Tema

O estudo das teorias de aprendizagem pelo professor é fundamental porque é a base para explicar como o aluno constrói os conhecimentos.

A teoria comportamentalista considera a aprendizagem como resultado do estímulo e resposta, daí que, a aprendizagem constitui a mudança de comportamento e deve ser observável.

Os cognitivistas consideram a aprendizagem numa perspectiva interna, isto é, valorizam aspectos subjectivos do aluno. Assim, a teoria comportamentalista difere da cognitivista pelo facto de a primeira valorizar os aspectos externos (estímulo – resposta), enquanto a segunda dá ênfaze aos aspectos internos (inteligência, criatividade, motivação, etc.), no processo de aprendizagem.

O construtivismo ajuda o professor a compreender o papel activo do aluno na construção do seu conhecimento.

Apesar de as três abordagens apresentarem perspectivas teóricas diferentes no que concerne ao processo de aprendizagem, é necessário compreender que todas são importantes, porque têm um carácter de complementaridade. Como o contexto de aprendizagem é dinâmico, deve-se combinar várias teorias de aprendizagem, para garantir um processo de aprendizagem integral.

Reflexão Final 12

  1. A partir de um tema à sua escolha no programa de uma disciplina do ensino primário (ex: formas de relevo de Moçambique), identifique o que lhe parece poderem ser as acções do professor, quando se centrar: i) na teoria comportamentalista; ii) na teoria construtivista.
  2. Apresente o seu trabalho aos colegas da turma, usando a técnica “Pensar- Partilhar-Apresentar”.

Exercício

  1. Explique a importância , para o professor, do conhecimento sobre o desenvolvimento humano .
  2. Demonstre, através de exemplos, a interligação dos factores internos e externos no desenvolvimento da personalidade do aluno.
  3. Qual é, na sua opinião, a utilidade do conhecimento das teorias de aprendizagem na prática docente? Redija uma síntese.
  4. Partindo do tema “Subtracção dos Números Naturais no limite 5”, Matemática 1ª Classe, explique como é que o professor pode desenvolver uma aprendizagem por descoberta.
  5. Apresente aspectos da sala de aula que revelam a relação entre o desenvolvimento humano e a aprendizagem.
  6. A professora Carla sempre inicia as suas aulas com a revisão e consolidação da aula anterior. A que teoria de aprendizagem corresponde a prática da professora Carla?

Assista à Videoaula