Módulo 4 | Estratégias Metodológicas na Aprendizagem

Aula 4.3Objectivos de ensino-aprendizagem

Reflexão Inicial 16

No programa de ensino de Lingua Portuguesa para o primeiro ciclo (versão revista de 2017) são indicados os principais objectivos de ensino-aprensizagem para esta disciplina. O mesmo também é feito para outras disciplinas deste ciclo.

Neste caso, a partir dos objectivos da unidade temática “Escola”, da 1a classe, discuta, dois a dois, a ideia que tem sobre os objectivos, em termos de: i) conceito, ii) importância, iii) classificação e formulação dos objectivos, etc.

Para começar, a sua discussão deve lhe ter levado a compreender que os objectivos estão inter-relacionados com outros elementos, vulgarmente designadas categorias didácticas.

De facto, todas as categorias didácticas estão dialecticamente relacionadas, de tal modo que, por exemplo, os objectivos de uma aula dependem do conteúdo dessa mesma aula, para que estes sejam alcançados e, em contrapartida, os conteúdos orientam para os objectivos a serem alcançados pelos alunos, em termos de aprendizagem, bem como orientam ao professor nos objectivos, quanto ao seu esforço metódico no ensino.

E pode falar-se da relação dos objectivos com outras categorias didaácticas, tal como ilustra a figura 8.

Figura 8: Interrelação das categorias didácticas

Todos esses elementos que fazem o conjunto das categorias didácticas, incluindo as condições são objecto de pesquisa prévia antes da planificação das aulas, bem como durante e depois da aula, para o professor saber como lidar com a situação. Por exemplo, a partir de questionamentos, o professor pode trazer hipóteses de solução sobre as sequintes questões:

  1. Em que condições os alunos aprendem melhor em relação a outras?
  2. Que meios/ recursos optimizam o ensino e facilitam a assimilação dos conteúdos pelos alunos?
  3. Quais os métodos (estratégias, técnicas) se adequam aos alunos e suas particularidades?
  4. Como os alunos aprendem melhor, o que mais gostam de fazer?
  5. Como alcançar (facilmente) os objectivos de ensino-aprendizagem?
  6. Como planificar e concretizar os conteúdos? E como abordá-los de forma interessante?
  7. Como orientar as actividades de ensino? E como conduzir a aprendizagem dos alunos?

Já com este entendimento prévio, sigamos, então na sua reflexão inicial abordando sobre o conceito, a importância, a classificação e a formulação dos objectivos de ensino-aprendizagem.

4.3.1. Conceito de objectivos de ensino-aprendizagem

Os objectivos de ensino-aprendizagem expressam intenções, propósitos definidos, explícitos quanto ao desenvolvimento das qualidades humanas. Dizem respeito ao que os alunos devem desenvolver ao longo da escolaridade (cognitiva, física, afectiva, estética e ética) e, especialmente, em cada aula. Eis porque correspondem ao que todos os indivíduos precisam desenvolver para se capacitarem para a actuação na sociedade de forma cidadã.

Por outras palavras, pode dizer-se que objectivo de ensino-aprendizagem é o que se espera que o aluno aprenda em determinadas condições de ensino. São os objectivos que orientam quais os conteúdos que devem ser trabalhados e quais os encaminhamentos didácticos necessários para que isso ocorra.

Um exemplo: se o objectivo é o aluno identificar o que é um insecto no contexto dos demais invertebrados, o professor deve eleger como conteúdo animais invertebrados, apresentar o conceito de insecto e explicar o aspecto que o diferencia dos animais que não possuem ossos.

Observe-se que, nesta acção do professor referente a planificação do ensino, é preciso definir primeiro os objectivos de ensino-aprendizagem, para depois selecionar e organizar os conteúdos. 

Pelo que, um objectivo “fixa um produto esperado, isto é, uma capacidade. Uma atitude, um saber relativo a objectos e conteúdos determinados no término de uma duração limitada.

Neste sentido, os objectivos podem definir-se como o que os alunos devem ser capazes de fazer no fim de um período de aprendizagem e que anteriormente não eram capazes de fazer; ou, dito noutros termos, “um objectivo exprime uma intenção, descreve uma mudança do ensinado, mudança que pode consistir na aquisição de uma nova capacidade e no aperfeiçoamento ou no desenvolvimento de uma capacidade já existente, parcialmente dominada ou no bom caminho de vir a sê-lo. Mais, essa mudança é identificável como tal, esperada, deliberadamente perseguida e julgada desejável, o que faz concluir que o objectivo é o produto de uma aprendizagem.

4.3.2. Importância dos objectivos de ensino-aprendizagem

Na reflexão inicial, você conseguiu ter ideias sobre a importância dos objectivos? Tudo indica que sim, na medida em que parece óbvio que os objectivos de ensino-aprendizagem; representam o que o aluno deve fazer no fim de uma etapa de aprendizagem e que anteriormente não era capaz de fazer. Por essa razão, a formulação dos objectivos é extremamente importante porque:

4.3.3. Classificação e formulação dos objectivos de ensino-aprendizagem

Faz sentido que, após a reflexão inicial tida com os seus colegas tenha se apercebido que os objectivos de ensino-aprendizagem classificam-se em educacionais (gerais) e instrucionais (específicos).

Objectivos Gerais

  • São chamados mediatos, porque só se conseguem alcançar a longo prazo.
  • Sempre são formulados visando o que se espera que seja aprendido ao término de um conteúdo ou unidade temática programática.

Por exemplo, os objectivos referidos num plano de curso de uma disciplina poderão ser formulados da seguinte maneira: “Compreender o ensino de história como sendo importante para o exercício da cidadania; ou poderia se dizer: conhecer a história como conhecimento passado que facilita a compreensão do futuro, etc”.

  • É preciso atentar que os objectivos não sejam alcançados no final de uma aula, mas sim de um curso que dura anos ou meses.
  • Os objectivos gerais indicam acções bem amplas e não especificam as acções ou actividades em termos comportamentais, onde o aluno deve demonstrar ao professor que aprendeu os conteúdos que lhes foram ensinados.

Objectivos específicos

  • Os objectivos específicos são próprios para uma aula.
  • São também chamados de imediatos, porque são muito pontuais em relação aos conteúdos trabalhados aula por aula.
  • Estes envolvem acções comportamentais, observáveis e avaliáveis, que demonstrem claramente que o aluno aprendeu o que se pretendia construir como aprendizagem.

Por exemplo, o professor de matemática dá uma aula sobre as fracções e coloca para a sua aula o seguinte objectivo: resolver correctamente os problemas de fracções.

Agora que discutiu sobre a classificação dos objectivos de ensino-aprendizagem, resta salientar que, geralmente, ao planificar uma aula, o professor deve proceder à formulação dos objectivos, sendo recomendável operacionaliza-los, ou seja, colocá-los sob a forma de objectivos especificos (também designados operacionais).

Para esse efeito, ao formular (definir ou redigir) os objectivos de aprendizagem, deve-se ter em mente que os alunos ficarão a saber mais claramente o que se espera deles se essas expectativas forem indicadas com uma acção que eles possam realizar.

De preferência, essa acção deverá poder ser imediatamente avaliada como tendo sido realizada, consoante o nível de desempenho específico. Tal implica a utilização de “verbos de acção” na declaração de objectivos específicos. Seguem-se alguns exemplos de Verbos de Acção Comuns.

Quadro 13: Exemplos de verbos de acção comuns para a formulação de objectivos específicos

ordenar

relacionar

estimar

discriminar

citar

reproduzir

ilustrar

completar

classificar

repetir

escrever

manipular

converter

relatar

modificar

mover

copiar

reformular

operar

analisar

definir

reescrever

prever

apontar

descrever

especificar

preparar

premir

distinguir

resumir

produzir

configurar

explicar

dizer

seleccionar

activar

expressar

traduzir

mostrar

ajustar

dar exemplos

sublinhar

esboçar

desligar

identificar

aplicar

utilizar

executar

indicar

reunir

avaliar

medir

etiquetar

alterar

montar

rodar

listar

escolher

categorizar

descortinar

localizar

defender

contrastar

reparar

elaborar

demonstrar

comparar

modificar

nomear

delinear

defender

organizar

ordenar

desenhar

descortinar

planear

delinear

empregar

diferenciar

completar

In Commonwealth of Learning (2003:67)

Por outro lado, uma outra possibilidade de classificação dos objectivos de ensino-aprendizagem é por domínios.

Assim temos objectivos do domínio cognitivo, objectivos do domínio afectivo e objectivos do domínio psicomotor, que, ao mesmo tempo correspondem a áreas de objectivos.

Objectivos da área cognitiva

A área cognitiva é a que inclui as actividades referentes à percepção, ao conhecimento e à compreensão do mundo. Esta área tem seis níveis:

Objectivos da área afectiva

A área afectiva diz respeito a actividades que se prendem com sentimentos ou emoções. Esta área inclui os seguintes níveis:

Objectivos da área psicomotora

A área psicomotora ocupa-se das capacidades físicas de aprendizagem e encontra-se normalmente associada à formação profissional. Contudo, muitas capacidades cognitivas e afectivas possuem componentes psicomotoras. Esta área está dividida nas seguintes fases:

A tabela seguinte apresenta alguns verbos de “acção”, de acordo com o nível e a área de aprendizagem

Quadro 14: Verbos de accão para a formulação de objectivos específicos por domínio

ÁREAS

NÍVEL DE
CONHECIMENTOS

NÍVEL DE
APLICAÇÃO

NÍVEL DE RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS

Área Cognitiva

ordenar

nomear

aplicar

ilustrar

analisar

experimentar

citar

ordenar

montar

inferir

avaliar

explicar

classificar

delinear

calcular

interpretar

discutir

formular

converter

rememorar

alterar

modificar

ordenar

ilustrar

copiar

recitar

escolher

operar

montar

argumentar

definir

registar

calcular

praticar

avaliar

inspeccionar

descrever

relacionar

defender

prever

categorizar

julgar

debater

reproduzir

demonstrar

preparar

escolher

justificar

distinguir

repetir

descobrir

produzir

combinar

gerir

explicar

relatar

delinear

relacionar

comparar

modificar

expressar

reformular

dramatizar

agendar

compor

organizar

dar exemplo

rever

desenhar

seleccionar

concluir

planear

identificar

reescrever

empregar

mostrar

construir

prever

indicar

especificar

estimar

esboçar

contrastar

preparar

etiquetar

resumir

explicar

utilizar

converter

propor

listar

dizer

criar

questioner

localizar

traduzir

criticar

classificar

fazer

sublinhar

debater

relacionar

corresponder

defender

reconhecer

descortinar

classificar

diferenciar

seleccionar

discriminar

resolver

distinguir

apoiar

estimar

testar

avaliar

valorizar

examinar

escrever

Saiba Mais

Aprofunde seus conhecimentos

Resumo do Tema

A planificação do ensino e, especificamente, da aula requer, entre outros elementos, a formulação dos objectivos de ensino-aprendizagem. Como parte do conjunto das categorias didácticas, os objectivos devem estar sempre em interrelação com todas as outras categorias didácticas de modo que, a partir destes outros se tem a fundamentação dos objectivos indicados. E os objectivos devem sustentar, por sua vez, os outros elementos, os quais fazem parte, por exemplo, do plano de aula.

Entretanto, na planificação das aulas, o professor deve formular os objectivos, precisando quais os gerais e os específicos.

E, para se ter os objectivos específicos, também denominados instrucionais ou comportamentais, usam-se verbos de acção e que dão indicações de descrever uma acção passível de ser observada e avaliada, dando mostras sobre os progressos alcançados pelo aluno na sua aprendizagem. Por essa via, certifica-se a ideia de os objectivos precisarem o resultado a observar na aprendizagem do aluno.

Por outro lado, importa salientar que na formulação/definição dos objectivos para uma aula, devem constar objectivos que abrangem os três domínios: cognitivo, afectivo e psicomotor.

Reflexão Final 16

1. Aos pares, de dois a dois, defina três (3) objectivos específicos, que desejaria alcançar, sendo um para cada domínio, partindo do tema “Divisão Administrativa de Moçambique”, da disciplina de Ciências Sociais da 5ª classe.

Domínio Objectivo específico

Assista à Videoaula