Glossário

Abstracção é operação mental em que se isola uma noção, uma ideia, um elemento, uma construção mental qualquer, de modo que está possa ser considerada isoladamente enquanto o todo do qual esta faz parte é negligenciado. A abstração também tem o seu sentido conectado com oNeste sentido, de ideias sem relação com a realidade, se perder em abstrações é o mesmo que se perder em devaneios. Abstração pode ser, portanto, sinônimo de devaneio. Abstrato, o produto da abstração, é aquilo que não é concreto, podendo também ser entendido como aquilo que só existe como conceito, que não é nada mais do que ideia.
Actividade é a qualidade de exercer uma acção, do que é activo. Também pode ser entendida como o conjunto de actos para a realização de uma finalidade ou mesmo como a faculdade e/ou o poder de agir.
Adulto é a denominação para a fase da vida de um animal que compreende o período de transição entre a adolescência e a velhice (ou terceira idade). Esta fase é a mais ativa e produtiva, principalmente para o ser humano. No sentido geral, um adulto é um indivíduo bioloicamente estável que, tendo adquirido maturidade sexual, é susceptível de se reproduzir. A idade adulta é um dos períodos da vida. Na espécie humana, o termo adulto designa necessariamente um indivíduo que terminou a fase de desenvolvimento relativamente recente que é a adolescência. E é preciso não confundir o conceito de adulto com o de “maior de idade”, que significa um indivíduo que atingiu a maioridade, ou seja, a idade em que é considerado como plenamente capz de exercer seus direitos ou pleinamente responsável sob o plano da lei.
Afecto é o sentimento de apego e ternura, traduzindo igualmente o que tem estima ou dedicação por algo ou alguém;
Aluno é um conceito que provém de alumnus, um termo latino. Esta palavra referere-se ao estudante ou ao aprendiz de uma determinada matéria ou de um professor. Um aluno, portanto, é uma pessoa que se dedica à aprendizagem;
Análise do grego ανάλυσις, transl. análysis, "dissolução", é o processo de decomposição de uma substância ou tópico complexo em seus diversos elementos constituintes, a fim de se obter uma melhor compreensão sua. Análise consiste no exame detalhado sobre determinada matéria ou assunto, observando todos os pormenores que formam cada parte de um todo. Em suma, uma análise é o mesmo que um estudo detalhado sobre algo, podendo ser aplicada em diferentes áreas do conhecimento como forma de observar minuciosamente determinado tema. Aprendizagem. É um fenômeno ou um método relacionado com o acto ou efeito de aprender. E pode entender-se como o processo pelo qual as competências, habilidades, conhecimentos, comportamentos ou valores são adquiridos, assimilados ou modificados, como resultado de estudo, experiência, formação, raciocínio e observação.
Assertivo é um adjectivo relativo a qualidade de algo que é afirmativo, positivo e certo, como um comportamento ou ação, por exemplo. Uma pessoa assertiva, de acordo com a psicologia comportamental, consiste no modo seguro e confiante de agir, ou seja, um indivíduo que está certo de suas acções, atitudes e comportamento. Ainda de acordo com os estudos psicológicos, o comportamento das pessoas pode ser dividido em quatro principais categorias: agressivo, passivo, agressivo-passivo e o assertivo. Neste caso, ao falar que determina pessoa é assertiva significa que apresenta um comportamento equilibrado, não sendo demasiada agressiva e nem muito submissa. No âmbito profissional, a postura assertiva é considerada uma qualidade no trabalho, pois representa o equilíbrio racional do indivíduo, fazendo com que saiba identificar as melhores ações para os momentos mais oportunos.
Assiduidade o termo assiduidade tem origem no latim assiduus ou assiduitate, que significa alguém que é diligente, incessante, frequente, contínuo, que sempre está presente. Assim, assiduidade significa estar sempre presente de forma regular a determinado compromisso ou mesmo no ambiente do trabalho e de estudo, por exemplo, onde o trabalhador ou o estudante deve ser assíduo sempre. Já no caso da pontualidade, o conceito remete a algo que é pontual, ou seja que cumpre com os horários estipulados.
Atitude é uma norma de procedimento que leva a um determinado comportamento. É a concretização de uma intenção ou propósito. Em psicologia, a atitude é comportamento habitual que se verifica em circunstâncias diferentes. As atitudes determinam a vida anímica de cada indivíduo. As atitudes são patenteadas através das reações repetidas de uma pessoa. Este termo tem particular aplicação no estudo do carácter, como indicação inata ou adquirida, relativamente estável, para sentir e actuar de uma forma determinada. No contexto da pedagogia, atitude é uma disposição subjacente que, com outras influências, contribui para determinar uma variedade de comportamentos em relação a um objecto ou a uma classe de objectos e que inclui a afirmação de convicções e de sentimentos a seu respeito e a respeito de acções de atracção ou de rejeicção. A formação de atitudes consideradas favoráveis ao equilíbrio do indivíduo e ao desenvolvimento da sociedade é um dos objectivos da educação.
Autonomia é um termo de origem grega cujo significado está relacionado com independência, liberdade ou autossuficiência.O antônimo de autonomia é heteronomia, palavra que indica dependência, submissão ou subordinação.
Bibliografia é um termo generalizado para designar a listagem das fontes de consulta utilizadas na pesquisa de determinado tema para elaboração de um trabalho escrito.O objectivo de uma bibliografia é documentar o trabalho, mostrando que as opiniões que constam no trabalho são sustentadas pelas fontes consultadas. A bibliografia também remete para a catalogação sistemática das obras de um determinado autor ou área de conhecimento. A bibliografia deve aparecer no final do trabalho produzido com referência não só a livros como também revistas, jornais, vídeos, sites da internet e qualquer outro recurso utilizado na pesquisa. Por isso, no momento da pesquisa, é importante anotar alguns dados fundamentais para fazer a referência bibliográfica.
Capacidade é a qualidade com que alguém seja apto par desenvolver certas actividades. Por exemplo: um eletricista tem a capacidade para trabalhar com a corrente elétrica e fazer conexões que levam eletricidade.
Coerência é a característica daquilo que tem lógica e coesão, quando um conjunto de ideias apresenta nexo e uniformidade. Para que algo tenha coerência, este objeto precisa apresentar uma sequência que dê um sentido geral e lógico ao receptor, de forma que não haja contradições ou dúvidas acerca do assunto. A origem da palavra “coerência” está no latim cohaerentia, que significa “conexão” ou “coesão”.
Cognição é a capacidade de processar informações e transformá-las em conhecimento, com base em um conjunto de habilidades mentais e/ou cerebrais como a percepção, a atenção, a associação, a imaginação, o juízo, o raciocínio e a memória. Essas informações a serem processadas estão disponíveis no meio em que vivemos. De modo geral, podemos dizer que a cognição humana é a interpretação que o cérebro faz de todas as informações captadas pelos cinco sentidos, e a conversão dessa interpretação para a nossa forma interna de ser.
Competências são um conjunto de habilidades e conhecimentos relacionados que permitem que uma pessoa actue efetivamente em um trabalho ou situação. Quer dizer, uma competência é mais do que apenas conhecimento e habilidades, traduzindo-se sobretudo pela mobilização, integração, transferencia destes em acção para uma maior eficácia e eficincia na actividade. Envolve a capacidade de atender demandas complexas, recorrendo e mobilizando recursos cognitivos, afectivos e físico-motor, em contexto particulares da actividade e da vida.
Comportamento o comportamento é um termo que caracteriza toda e qualquer reação do indivíduo, animal, órgão ou instituição perante o meio em que está inserido. Ele trata da forma que as pessoas ou organismos procedem perante os estímulos em relação ao entorno, mas também podem ser realizados de acordo com as diversas convenções sociais existentes, onde a sociedade espera que as pessoas devem agir de acordo com os padrões em determinadas situações. Do ponto de vista psicológico, o comportamento é o modo de agir do ser humano perante o seu ambiente. Quando uma pessoa possui um tipo de padrão estável, falamos então que esta pessoa apresenta uma conduta.
Conceito significa definição, concepção ou caracterização. É a formulação de uma ideia por meio de palavras ou recursos visuais. O termo "conceito" tem origem a partir do latim “conceptus” (do verbo concipere) que significa "coisa concebida" ou "formada na mente". O conceito pode ser uma ideia, juízo ou opinião sobre algo ou alguma coisa.
Concordata é o tratado entre o papa e um governo a respeito de assuntos religiosos. Uma concordata pode ser anunciada por um decreto do papa chamado bula papal ou por um tratado formal. O papa Pio XI fez uma importante concordata com o governo italiano em 1929 Nela se assentavam as normas das relações entre a Igreja Católica e a Itália. As mais antigas concordatas são a de Worms (1122), entre Calisto II e Henrique V; a de 1516, entre Leão X e Francisco I; e a concordata entre Bonaparte e Pio VII, concluída em julho de 1801. Nos séc. XIX e XX, numerosas concordatas foram firmadas pelos papas, particularmente por Pio VII, Pio IX e Pio X.
Conhecimentos é o conjunto de informações que o indivíduo adquire por meio da sua experiência, aprendizagem, crenças, valores e insights sobre algo no decorrer da sua trajetória. A pessoa que detêm o conhecimento é capaz de saber alguma informação ou instrução e a mesma pode mudar comportamentos e auxiliar na tomada de decisão.
Convicções são crenças pessoais sobre as quais baseamos as ações importantes de nossa vida. E podem ser entendidas como o sentimento de certeza que se tem em relação a algo. Isto é, as convicções são as certezas que alguém tem sobre todas as coisas.
Criança indivíduo da espécie humana na infância (menino ou menina).
Criatividade criatividade é o substantivo feminino com origem no latim creare, que indica a capacidade de criar, produzir ou inventar coisas novas. A criatividade pode ser aplicada em qualquer área da vida. Ser criativo é "think outside the box" (expressão em inglês que significa pensar fora da caixa), ou seja, pensar de forma diferente. É ser original, não seguindo as normas pré-establecidas e nunca imitando o que já foi feito milhares de vezes. Criatividade é um elemento essencial no contexto do trabalho. Nas empresas, os funcionários criativos são muitas vezes recompensados, porque conseguem pensar em soluções eficazes para diversos problemas. A criatividade frequentemente resulta em soluções que permitem à empresa economizar ou criar produtos que aumentam o seu lucro ou alcaançar seus resultados.
Cultura significa todo aquele complexo que inclui o conhecimento, a arte, as crenças, a lei, a moral, os costumes e todos os hábitos e aptidões adquiridos pelo ser humano não somente em família, como também por fazer parte de uma sociedade da qual é membro, Cultura também é definida em ciências sociais como um conjunto de ideias, comportamentos, símbolos e práticas sociais, aprendidos de geração em geração através da vida em sociedade. Seria a herança social da humanidade ou ainda, de forma específica, uma determinada variante da herança social. Já em biologia a cultura é uma criação especial de organismos para fins determinados. A principal característica da cultura é o mecanismo adaptativo, que consiste na capacidade que os indivíduos têm de responder ao meio de acordo com mudança de hábitos, mais até que possivelmente uma evolução biológica. A cultura é também um mecanismo cumulativo porque as modificações trazidas por uma geração passam à geração seguinte, onde vai se transformando, perdendo e incorporando outros aspetos procurando assim melhorar a vivência das novas gerações.
Deficiência é qualquer tipo de perda ou anormalidade que limite as funções físicas, sensoriais ou intelectuais de uma pessoa. De maneira geral, o termo está relacionado com um alto grau de disfunção das funções psicológica, fisiológica ou anatômica do ser humano, uma vez que todos podemos sofrer algum tipo de deficiência no organismo. Em termos médicos, ela representa a exteriorização de um estado patológico que reflete a ausência ou insuficiência no funcionamento de um órgão ou membro, como por exemplo, quando uma pessoa fica sem uma perna. Ela pode não ter a mesma motricidade e mobilidade que outra pessoa que tenha as duas pernas. Em casos como a perda sensorial, como a deficiência visual, o indivíduo que a possui apresenta algumas dificuldades em sua vida cotidiana, como enxergar completamente, no caso da perda de visão. Já a deficiência intelectual trata de um impedimento que afeta as faculdades mentais de uma pessoa. A deficiência também pode se referir a perda ou carência de recursos para a execução de determinada ação. Exemplo: “A obra do hospital só não foi adiante pela deficiência dos materiais”. A palavra, que tem origem do latim deficientia,ae e significa “falta, enfraquecimento”, também pode ser substituída por sinônimos como: carência, escassez, curteza, míngua, lacuna, privação, falta, incapacidade, insuficiência, déficit, défice, entre outros.
Deontologia significa ciência do dever e da obrigação; é um tratado dos deveres e da moral. É uma teoria sobre as escolhas dos indivíduos, o que é moralmente necessário e serve para nortear o que realmente deve ser feito. O termo deontologia foi criado no ano de 1834, pelo filósofo inglês Jeremy Bentham, para falar sobre o ramo da ética em que o objecto de estudo é o fundamento do dever e das normas. A deontologia é ainda conhecida como "Teoria do Dever". A deontologia também pode ser o conjunto de princípios e regras de conduta ou deveres de uma determinada profissão, ou seja, cada profissional deve ter a sua deontologia própria para regular o exercício da profissão, e de acordo com o Código de Ética de sua categoria. Para os profissionais, deontologia são normas estabelecidas não pela moral e sim para a correção de suas intenções, ações, direitos, deveres e princípios. O primeiro Código de Deontologia foi feito na área da medicina, nos Estados Unidos.
Desenvolvimento professional é um processo pelo qual, individualmente e colectivamente, os professores revêem, renovam e aumentam seu engajamento em tanto que agentes de mudança. Através deste processo, eles adquirem e desenvolvem criticamente o conhecimento. Este desenvolvimento significa uma diversidade de formas de aprendizagem profissional em que os professores dedicam-se livremente e prevêem soluções para problemas ou concebem novas práticas e novas compreensões da situação em que seu trabalho tem lugar Desvantagem. É uma Inferioridade de qualquer gênero, prejuízo ou inconveniente.
Diagnóstico é uma palavra da área da medicina que significa a qualificação de um médico em relação a uma doença ou condição física ou mental com base nos sintomas observados. O diagnóstico deve ter em conta não apenas os sintomas, mas também o historial médico do doente. Quando a doença é identificada na seu início, quando surgiram poucos ou nenhuns sintomas, estamos perante um diagnóstico precoce. Na área da comunicação, o diagnóstico remete para a identificação do problema em questão, enquanto o prognóstico consiste na previsão do que poderá acontecer se a empresa que pediu o prognóstico adotar as medidas aconselhadas. Existe também o diagnóstico social, uma ferramenta usada para compreender uma realidade social, classificando as necessidades e os principais problemas de uma sociedade. Também em educação existe o diagnóstico das potencialidades de aprendizagem do aluno, possíveis problemas ou dificuldades de aprendizagem, as suas causas e possibilidades de ssuperação, de acordo com a situação individual do aluno e as condições de ensino existentes.
Didáctica didática consiste na análise e desenvolvimento de técnicas e métodos que podem ser utilizados para ensinar determinado conteúdo para um indivíduo ou um grupo. A didática faz parte da ciência pedagógica, sendo responsável por estudar os processos de aprendizagem e ensino. Os professores e instrutores utilizam a didática como meio para aplicar modelos de abordagens que possibilitam o aprendizado dos seus alunos. Em suma, a didática é o modo como o professor ensina determinado conteúdo para os discentes, garantindo, através de estratégias, a construção do conhecimento. No entanto, a didática não deve ser interpretada como uma prática tecnicista. O objetivo desta é também desenvolver um pensamento crítico nos formadores, que devem analisar as técnicas e estratégias utilizadas de modo a reformula-las ou questiona-las, quando for o caso. Deste modo, pode-se afirmar que a didática é um estudo reflexivo que, a partir da capacidade crítica do profissional do ensino, deve auxiliar na transformação dos métodos didáticos de acordo com o ambiente ou tempo, por exemplo.
Dificuldades de aprendizagem refere-se a um aluno que possui uma maneira diferente de aprender, devido a um barreira que pode ser cultural, cognitiva ou emocional. As dificuldades de aprendizagem estariam relacionadas à dificuldade dos alunos para colocar em prática rotinas de planjamento e controle dos processos cognitivos, envolvidos na realização de uma dada tarefa. Essas dificuldades são consideradas como níveis de menor realização, decorrentes do uso inapropriado dos mecanismos do processamento da informação e não proveniente de deficiências de capacidade ou inteligência. Muitas crianças com dificuldade de aprendizagem também lutam com comportamentos que complicam suas dificuldades na escola. A mais saliente dessas é a hiperatividade, Alguns outros comportamentos problemáticos em geral observados em pessoas jovens com dificuldade de aprendizagem são os seguintes: fraco alcance, dificuldade para seguir instruções, imaturidade social, dificuldade com a conversação, inflexibilidade, fraco planeamento e habilidades organizacionais, distração, falta de destreza e falta de controle dos impulsos.
Direitos humanos são direitos inerentes a todos os seres humanos, independentemente de raça, sexo, nacionalidade, etnia, idioma, religião ou qualquer outra condição. Os direitos humanos incluem o direito à vida e à liberdade, à liberdade de opinião e de expressão, o direito ao trabalho e à educação, entre e muitos outros.
Distúrbios de aprendizagem são problemas que afetam a capacidade da criança de receber, processar, analisar ou armazenar informações. Podem dificultar a aquisição, pela criança, de habilidades de leitura, escrita, soletração e resolução de problemas matemáticos. Discalculia, ou incapacidade em matemática, consiste em uma dificuldade persistente para aprender ou entender conceitos numéricos, princípios de contagem e aritmética. Essas dificuldades são frequentemente chamadas de incapacidade matemática. Entre 3% e 8% das crianças em idade escolar apresentam dificuldades persistentes para a aprendizagem desses conceitos matemáticos, que as acompanham de uma série para outra no ensino fundamental. Cerca da metade das crianças que apresentam discalculia também apresenta atrasos para aprender a ler ou tem uma incapacidade em leitura, e muitas têm o transtorno do déficit de atenção e hiperatividade (TDAH). Dislexia, ou incapacidade em leitura, consiste em uma dificuldade inesperada de ler, sendo que “inesperada” significa que todos os factores necessários para a leitura parecem estar presentes (inteligência, motivação e uma instrução em leitura pelo menos adequada) e, no entanto, a criança ainda não consegue ler.. O insucesso em leitura apresenta correlação alta com fracasso escolar e problemas comportamentais, sociais e emocionais subsequentes, sendo a leitura considerada como um factor de proteção que se contrapõe a desvantagens sociais e/ou econômicas. A competência em matemática relaciona-se com diferenças em termos de emprego, renda e produtividade no trabalho. Os distúrbios de aprendizagem são, portanto, um problema sério de saúde pública, que resulta em dificuldades duradouras de aprendizagem de habilidades na escola e no trabalho e na criação de encargos financeiros para a sociedade.
Docência acção ou resultado de ensinar; acto de exercer o magistério; ministrar aulas. Característica ou particularidade de docente (Etm. do latim : doc(ere) + ência).
Eficácia é a qualidade daquilo que cumpre com as metas planeadas, ou seja, uma característica pertencente as pessoas que alcançam os resultados esperados. A eficácia é considerada uma qualidade positiva no comportamento de alguém. Para ser eficaz, o profissional tem que reunir uma série de outras qualidades importantes, como a organização, o planejamento, a proatividade, produtividade e a liderança. Uma actividade desempenhada com eficácia é sinônimo de sucesso, pois o objectivo pretendido foi cumprido conforme o pretendido, ou mesmo superando as expectativas. Exemplo: “O projeto gráfico foi concluído com muita eficácia.
Eficiência é a qualidade daquilo ou de quem é competente, que realiza de maneira correta as suas funções. A eficiência é uma característica positiva, principalmente como parte do perfil de profissionais que desejam obter sucesso em suas áreas de actuação. Para que um indivíduo haja com eficiência, são necessárias outras qualidades essenciais, como a organização, o compromisso, a concentração, a pontualidade, o respeito, a criatividade e etc. Deste modo, ser eficiente é a forma de tornar qualquer a tividade mais rápida, é procurar agilizar todos os processos empregados e chegar ao objetivo dentro de um menor tempo possível.Tornar uma a tividade eficiente é também procurar optimizar todos os meios empregados, em busca de se atingir a excelência, o óptimo;
Empatia significa a capacidade psicológica para sentir o que sentiria uma outra pessoa caso estivesse na mesma situação vivenciada por ela. Consiste em tentar compreender sentimentos e emoções, procurando experimentar de forma objectiva e racional o que sente outro indivíduo. A empatia leva as pessoas a ajudarem umas às outras. Está intimamente ligada ao altruísmo - amor e interesse pelo próximo - e à capacidade de ajudar. Quando um indivíduo consegue sentir a dor ou o sofrimento do outro ao se colocar no seu lugar, desperta a vontade de ajudar e de agir seguindo princípios morais. A capacidade de se colocar no lugar do outro, que se desenvolve através da empatia, ajuda a compreender melhor o comportamento alheio em determinadas circunstâncias e a forma como outra pessoa toma as decisões. Com origem no termo em grego empatheia, que significava "paixão", a empatia pressupõe uma comunicação afetiva com outra pessoa e é um dos fundamentos da identificação e compreensão psicológica de outros indivíduos. Deste modo, ser empático é se identificar com outra pessoa ou com a situação vivida por ela. É saber ouvir os outros e se esforçar para compreender os seus problemas, suas dificuldades e as suas emoções.
Estereotipo são generalizações que as pessoas fazem sobre comportamentos ou características de outros. Estereótipo significa impressão sólida, e pode ser sobre a aparência, roupas, comportamento, cultura etc.Estereótipo são pressupostos sobre determinadas pessoas, muitas vezes eles acontecem sem ter conhecimento sobre grupos sociais ou características de indivíduos, como a aparência, condições financeiro, comportamento, sexualidade etc.O conceito de estereótipo foi criado em 1922, pelo escrito estadunidense Walter Lippmann. É bastante confundido com preconceito, uma vez que estereótipo acabam se convertendo em rótulos, muitas vezes, pejorativos e causando impacto negativo nos outros. Também porque é uma noção preconcebida e muitas vezes automática, que é incutida no subconsciente pela sociedade.Estereótipo é geralmente um conceito infundado sobre algo e é geralmente depreciativo, que as pessoas se baseiam em opiniões alheias e as tornam como verdadeiras. O Estereótipo também faz parte do racismo, xenofobia e intolerância religiosa.Existem estereótipos positivos também, por exemplo, o Brasil ser conhecido como o país do futebol.
Estratégia é uma palavra com origem no termo grego strategia, que significa plano, método, manobras ou estratagemas usados para alcançar um objetivo ou resultado específico.. A palavra estratégia tem vários significados e é um conceito que está presente em vários contextos, sendo por isso dífícil a sua definição. Em sentido figurado, uma estratégia normalmente é estipulada para ultrapassar algum problema, e nestes casos pode ser sinônimo de habilidade, astúcia ou esperteza.
Estrutura é como algo está construído ou organizado. Como a estrutura de um prédio, que é o que sustenta a construção, ou a estrutura organizacional de uma empresa, com a disposição das áreas e hierarquia dos cargos e funções.
Ética é o nome dado ao ramo da filosofia dedicado aos assuntos morais. A palavra ética é derivada do grego, e significa aquilo que pertence ao caráter. A ética abrange uma vasta área, podendo ser aplicada à vertente profissional. Existem códigos de ética profissional que indicam como um indivíduo deve se comportar no âmbito da sua profissão.
Étnia significa grupo que é culturalmente homogêneo. Do grego ethnos, povo que tem o mesmo ethos, costume, e tem também a mesma origem, cultura, língua, religião, etc.
Expert pessoa que possui grande capacidade e/ou habilidade para entender ou dominar certo conhecimento, assunto, ofício, actividade etc; A esta pessoa diz-se também perito, especialista.
Factor elemento que concorre ou contribui para um resultado.
Flexibilidade é a característica do que é flexível, ou seja, aquilo que consegue se dobrar com facilidade; maleável. Também pode significar algo que se move com facilidade e agilidade, ou que possui fácil manuseio. No sentido figurado da palavra, a flexibilidade de um indivíduo é a qualidade de compreender, aceitar ou assumir as opiniões, ideias ou pensamentos de outras pessoas. Normalmente, as pessoas flexíveis são consideradas dóceis e diplomáticas. A capacidade de um indivíduo conseguir realizar várias actividades ou ocupações ao mesmo tempo, pode ser considerada um tipo de flexibilidade. A flexibilidade do corpo humano está relacionada com a anatomia humana, com as possibilidades de movimentos das articulações. Os exercícios para a flexibilidade do corpo, permitem uma maior amplitude de movimentos corpóreos.
Género pode ser definido como aquilo que identifica e diferencia os homens e as mulheres, ou seja, o gênero masculino e o gênero feminino. De acordo com a definição “tradicional” de gênero, este pode ser usado como sinônimo de “sexo”, referindo-se ao que é próprio do sexo masculino, assim como do sexo feminino. No entanto, a partir do ponto de vista das ciências sociais e da psicologia, principalmente, o gênero é entendido como aquilo que diferencia socialmente as pessoas, levando em consideração os padrões histórico-culturais atribuídos para os homens e mulheres. Por ser um papel social, o gênero pode ser construído e desconstruído, ou seja, pode ser entendido como algo mutável e não limitado, como define as ciências biológicas. Nos estudos biológicos, o conceito de gênero é um termo utilizado na classificação cientifica e agrupamento de organismos vivos, que formam um conjunto de espécies com características morfológicas e funcionais, refletindo a existência de ancestrais comuns e próximos. Por exemplo, o “homo sapiens” é o nome da espécie humana a qual pertence ao gênero “homo”.
Habilidade é uma capacidade aprendida, por meio de treinamento ou experiências, para obter um resultado desejado ou realizar funções de trabalho.Ela é adquirida através de um esforço para realizar atividades ou funções envolvendo ideias (habilidades cognitivas), coisas (habilidades técnicas) ou pessoas (habilidades interpessoais).
Hipótese é a suposição de algo que pode (ou não) ser verosímil, que seja possível de ser verificado, a partir da qual se extrai uma conclusão. Popularmente, o termo é utilizado como sinônimo de especulação, chance ou possibilidade de algo acontecer. Nas pesquisas científicas e acadêmicas, por exemplo, uma hipótese corresponde a uma possibilidade de explicação sobre determinada causa de estudo.Etimologicamente, esta palavra resulta da justaposição dos termos gregos hypo (debaixo) e thesis (tese), cujo significado nessa língua era atribuído ao que ficava como base ou princípio de sustentação das leis. Na Matemática, as hipóteses são o conjunto de condições iniciais a partir das quais, com base num raciocínio lógico, é elaborada a demonstração de um determinado resultado, chegando a uma tese.
Honestidade é a palavra que indica a qualidade de ser verdadeiro: não mentir, não fraudar, não enganar. Quanto à etimologia, a palavra honestidade tem origem no latim honos, que remete para dignidade e honra. A honestidade pode ser uma característica de uma pessoa ou instituição, significa falar a verdade, não omitir, não dissimular. O indivíduo que é honesto repudia a malandragem e a esperteza de querer levar vantagem em tudo. Honestidade, de maneira explícita, é a obediência incondicional às regras morais existentes, pois existem alguns procedimentos para alguns tipos de acções, que servem como guia, como referência para as decisões.
Humanizar atribuir carácter humano a; conceder ou possuir condição humana. Pode entender-se também como o tornar-se benéfico, fazer com que seja tolerável.
Imparcialidade caráter, qualidade daquele ou daquilo que é imparcial, ou seja, que descreve uma pessoa ou entidade que não é parcial, significa alguém justo, reto, equitativo ou neutro.
Interacção influência recíproca: a interação da teoria e da prática. Corresponde ao diálogo entre pessoas que se relacionam ou que possuem algum tipo de convivência. Este termo pode ter distintos significados de acordo com a área científica. Deste modo, em Física, a interacção é quaisquer processos em que o resultado do estado de suas partículas é influenciado pela ação de outra partícula, em Sociologia é o agrupamento das relações ou ações entre os indivíduos pertencentes a um determinado grupo ou entre os grupos de uma mesma sociedade, e em Psicologia é o fenômeno que permite a certo número de indivíduos constituir um grupo, e que consiste no facto de que o comportamento de cada indivíduo se torna estímulo para outro.
Lealdade significa a qualidade de alguém que é leal (Que obedece às leis da probidade, da retidão; sincero e franco). Também é sinônimo de fidelidade, dedicação e sinceridade. Esta palavra tem origem no termo legalis, que em latim remete para o conceito de lei. Inicialmente esta palavra designava alguém em quem era possível confiar e que cumpria as suas obrigações legais, ou seja, alguém que não falha com os seus compromissos, demonstrando responsabilidade, honestidade, retidão, honra e decência. Uma pessoa leal é alguém que é fiel e dedicado, e sempre cumpre as suas promessas.
Libido com origem no latim libido, é usado para descrever o desejo ou impulso sexual de um homem ou mulher. No âmbito da psicologia, a libido é fundamental para entender o comportamento humano, porque o condiciona e é vista como a energia que direciona os instintos vitais. Como não está ligada exclusivamente aos órgãos genitais, a libido pode ser direcionada em relação a uma pessoa, objecto, ao próprio corpo ou a uma actividade intelectual. No âmbito da psicanálise, de acordo com Freud, a libido consiste em uma energia psíquica que resulta maioritariamente do instinto sexual e que determina o comportamento da vida do homem. Segundo Carl Jung, é uma energia ou força vital psíquica.
Lógica com origem no termo grego logiké, está relacionado com o logos, razão, palavra ou discurso, e significa a ciência do raciocínio. Em sentido figurado, a palavra lógica está relacionada com um maneira específica de raciocinar, de forma acertada. Por exemplo: Isso nunca vai funcionar! O teu plano não tem lógica nenhuma!
Motivação motivação é um impulso que faz com que as pessoas ajam para atingir seus objetivos. A motivação envolve fenômenos emocionais, biológicos e sociais e é um processo responsável por iniciar, direcionar e manter comportamentos relacionados com o cumprimento de objectivos. Motivação é o que faz com que os indivíduos dêem o melhor de si, façam o possível para conquistar o que almejam. A motivação é um elemento essencial para o desenvolvimento do ser humano. Sem motivação é muito mais difícil cumprir algumas tarefas. É muito importante ter motivação para estudar, para fazer exercício físico, para trabalhar, etc. A motivação pode acontecer através de uma força interior, ou seja, cada pessoa tem a capacidade de se motivar ou desmotivar, também chamada de auto-motivação, ou motivação intrínseca. Há também a motivação extrínseca, que é aquela gerada pelo ambiente que a pessoa vive, o que ocorre na vida dela influencia em sua motivação. Na área da psicologia, Maslow e McClelland criaram suas teorias para motivação. Maslow disse que o homem se motiva quando suas necessidades são supridas, como a auto-realização, auto-estima, necessidades sociais, segurança e necessidades fisiológicas. Já McClelland, indicou três necessidades que são essenciais para a motivação: poder, afiliação e realização.
Personalidade é o conjunto das características marcantes de uma pessoa, é a força activa que ajuda a determinar o relacionamento das pessoa baseado em seu padrão de individualidade pessoal e social, referente ao pensar, sentir e agir. Personalidade é um termo abstrato utilizado para descrever e dar uma explicação teórica do conjunto de peculiaridades de um indivíduo que o caracterizam e diferenciam dos outros. Ela é determinada pelas particularidades físicas (biológicas) do indíviduo, tendo ainda influência do meio, mas com a participação individual, sendo por isso única.
Pesquisa é um conjunto de acções que visam a descoberta de novos conhecimentos em uma determinada área.. A palavra pesquisa deriva do termo em latim perquirere, que significa "procurar com perseverância". Uma parte importante de qualquer pesquisa é o recolhimento de dados, e por isso um pesquisador deve buscar por informações com diligência.
Preserveranca uma qualidade daquele que persiste, que tem constância nas suas ações e não desiste diante das dificuldades. Perseverar é conquistar seus objetivos devido ao fato de manter-se firme e fiel a seus ideias e propósitos. Um sinônimo para perseverança é persistência, assim como tenacidade e constância.
Processo cognitivo consiste em uma sequência de eventos necessários para a formação de qualquer conteúdo do conhecimento através de actividade da mente. Ele é desenvolvido desde a primeira infância até a fase de envelhecimento. As funções cognitivas têm um papel fundamental no processo cognitivo e trabalham em conjunto para que possamos adquirir novos conhecimentos e criar interpretações. Algumas das principais funções cognitivas são: percepção, atenção, memória, pensamento, linguagem e aprendizagem.
Protelação Acção ou efeito de protelar; em que há adiamento ou postergação.
Prudencia característica ou particularidade da pessoa que se comporta de maneira a evitar perigos ou consequências ruins; precaução. Também se refere aquele em que há sensatez; que demonstra ou age com paciência; ponderação ou calma.
Psicanálise é um ramo clínico que se ocupa em explicar o funcionamento da mente humana, ajudando a tratar distúrbios mentais e neuroses. O objecto de estudo da psicanálise concentra-se na relação entre os desejos inconscientes e os comportamentos e sentimentos vividos pelas pessoas. A teoria da psicanálise, também conhecida por “teoria da alma”, foi criada pelo neurologista austríaco Sigmund Freud(1856 – 1939). De acordo com Freud, grande parte dos processos psíquicos da mente humana estão em estado de inconsciência, sendo estes dominados pelos desejos sexuais. Todos os desejos, lembranças e instintos reprimidos estariam “armazenados” no inconsciente das pessoas e, através de métodos de associações, o psicanalista – profissional que pratica a psicanálise – conseguiria analisar e encontrar os motivos de determinadas neuroses ou a explicação de certos comportamentos peculiares dos seus pacientes, por exemplo. Etimologicamente, o termo psicanálise é uma referência ao grego psyche, que literalmente significa “respiração” ou “sopro”, mas que possui um conceito mais complexo, relacionado com as ideias modernas do que seria o espírito, o ego e a alma das pessoas.
Relevância é uma característica atribuída a tudo aquilo que seja de fundamental importância para algo, ou seja, tudo aquilo que seja relevante. Esta característica está relacionada, em termos comparativos, por exemplo, a um elemento que tem maior destaque que outros, seja qual for a área.
Segregação é o processo de dissociação mediante o qual indivíduos e grupos perdem o contato físico e social com outros indivíduos e grupos. Essa separação ou distância social e física é oriunda de fatores biológicos e sociais, como raça, riqueza, educação, religião, profissão, nacionalidade etc.
Sequência é a acção de dar seguimento, de seguir, de continuar com algo que já foi iniciado previamente. A sequência apresenta a continuação de algo que foi mostrado anteriormente, mas também pode significar algo que tem movimento de continuidade. Alguns dos principais sinônimos de sequência são: continuação; seguimento; continuidade; prosseguimento; desenrolamento; curso; subsequência; prossecução; sucessão; série; encadeamento e ordem. Etimologicamente, a palavra sequência se originou a partir do latim sequentia, que pode ser traduzida como "continuação".
Sigilo é a condição de algo que é mantido como oculto e secreto, fazendo com que poucas pessoas saibam da sua existência. Quando uma pessoa pede sigilo sobre determinado assunto, está implícito que a informação não deve ser reproduzida para outras pessoas, mas sim reservada exclusivamente para aquela que a está recebendo. Um conteúdo sigiloso é aquele que está sob regime de sigilo, devendo ser mantido em privacidade. Alguns dos principais sinônimos de sigilo são: segredo, silêncio, privacidade, discrição e confidência.
Teoria é o conjunto de princípios fundamentais de uma arte ou de uma ciência. Teoria é uma opinião sintetizada, é uma noção geral. Provém do grego theoria que, no contexto histórico, significava observar ou examinar. Com sua evolução, o termo passou a designar o conjunto de ideias, base de um determinado tema, que procura transmitir uma noção geral de alguns aspectos da realidade. Teoria é também uma hipótese, uma conjectura, uma opinião formada diante de um fato. Uma teoria tenta explicar algo de difícil concretização. Na área da Matemática, teoria é qualquer proposição que, para ser admitida precisa de demonstração. Uma teoria científica é a parte especulativa de uma ciência, por oposição à prática. É um sistema consistente formado por observações, ideias e axiomas ou postulados, constituindo no seu todo um conjunto que tenta explicar determinados fenômenos. Em filosofia, teoria é o conjunto de conhecimentos que apresentam graus diversos de sistematização e credibilidade, e que se propõem a elucidar, interpretar ou explicar um fenômeno ou acontecimento que se oferecem à actividade prática.
Transtorno significa o acto ou efeito de transtornar, sendo também sinónimo de alteração, contratempo, contrariedade e prejuizo. Em sentido figurado, um transtorno ée um problema que causa incómodo em alguém. Em alguns casos, a palavra transtorno também pode indicar uma condição de perturbação mental.
Triádico é um conjunto de três elementos, especialmente ligados entre si. É o mesmo que dizer que é trino, que é dividida em três.
Valores são o conjunto de características de uma determinada pessoa ou organização, que determinam a forma como estas se comportam e interagem com outros indivíduos e com o meio ambiente. A palavra valor pode significar merecimento, talento, reputação, coragem e valentia.
Valores humanos são valores morais que afetam a conduta das pessoas. Esses valores morais podem também ser considerados valores sociais e éticos, e constituem um conjunto de regras estabelecidas para uma convivência saudável dentro de uma sociedade. Alguns autores afirmam que nos dias de hoje a maior crise que o ser humano pode enfrentar (e que estamos enfrentando) é uma crise de valores, pois esta afeta a humanidade, que passa a viver de forma mais egoísta, cruel e violenta. Assim, é necessário enfatizar a importância de bons exemplos na sociedade, pois a transmissão de importantes valores humanos consiste na base de um futuro mais pacífico e sustentável. Os valores chamados de humanos são valores e princípios baseados nos conceitos morais e éticos. Eles definem a forma de relacionamento entre as pessoas e, por consequência, o relacionamento e o funcionamento de uma sociedade. Desta forma, estes valores podem ser considerados como a base dos relacionamentos humanos e sociais, funcionando como um conjunto de normas que pautam as interações humanas e as decisões. Entre os valores humanos mais importantes estão respeito entre as pessoas, empatia, sentimento de solidariedade, cordialidade e educação. Também são valores importante para a boa convivência a noção de justiça, a honestidade e a humildade.