Formação de Professores do Ensino Primário

Introdução

A Psicopedagogia é uma das disciplinas das Ciências de Educação e integra um conjunto multidisciplinar de temas que compõem a Formação de Professores do Ensino Primário em Moçambique. Os conhecimentos sobre essa área fornecem ao futuro professor, princípios, métodos, estratégias, técnicas e instrumentos que lhe permitem desenvolver as competências requeridas para a actividade docente. A Psicopedagogia ajuda o professor a compreender como as crianças aprendem e como é que ele, como professor, também aprende e pode mediar, com êxito, o processo de aprendizagem dos alunos.

O presente Manual de Psicopedagogia faz parte de uma série de cinco manuais: Língua Portuguesa, Línguas Moçambicanas, Didáctica de Língua Portuguesa - Língua Segunda e Didáctica de Língua Primeira, para a formação de professores do ensino primário, elaborados pelo Ministério da Educação e Desenvolvimento Humano, com o financiamento do Governo do Canadá, no âmbito do Projecto BETTER. Estes manuais, para além de obedecerem à Lei do Sistema Nacional de Educação, aos Planos Curriculares do Ensino Primário e de Formação de Professores, aos programas de ensino e aos demais documentos normativos para educação em Moçambique, respeitam os princípios estabelecidos para a promoção de um ensino centrado no aluno, a equidade de género e outros temas transversais.

Em conformidade com o preconizado no Plano Curricular de Formação de Professores 2017, este manual pretende desenvolver nos formandos do curso de formação de professores do ensino primário, as competências e atitudes seguintes:

Este manual é um instrumento que visa apoiar na formação e desenvolvimento de competências básicas iniciais de um ensino centrado no aluno, de modo criativo, dinâmico, interactivo e reflexivo, servindo como material de referência para os formandos do curso de formação de professores primários. O Manual serve, também, como material de consulta para o formador no seu trabalho com os formandos, bem como para os professores em exercício, no aperfeiçoamento contínuo da sua prática docente.

O Manual adopta o uso do género masculino como neutro, de acordo com a convenção da Língua Portuguesa. Dessa forma, este Manual se refere ao formador, fomando, professor, aluno como representativo também do feminino.

O Manual é, igualmente, sensível aos temas transversais, tais como direitos humanos, unidade nacional, cidadania, meio ambiente, entre outros. Esses conteúdos são tratados de forma integrada, nas diversas matérias do manual.

O manual está organizado em seis capítulos:

Cada capítulo inicia com uma apresentação geral, que inclui os objectivos e os resultados esperados e é desenvolvido em diferentes temas. Cada tema contém:

As actividades de reflexão, tanto inicial como final, devem ser realizadas de forma participativa. Para o efeito, as técnicas do ensino participativo que são recomendadas em cada uma das actividades de reflexão podem ser vistas no final do manual (Apêndice 1). Contudo, os formadores e formandos poderão recorrer a outras técnicas que concorram para o desenvolvimento das competências pretendidas no formando.

No apêndice 2 são apresentados alguns modelos de planificação do ensino ao nível da escola e/ou da instituição de formação e do professor. Neste sentido, trata-se de modelos de plano analítico e de modelos de plano de aula.

Conforme consta na respectiva lista (vide abaixo), em cada capítulo deste manual são usados ícones, que são símbolos que representam a actividade de reflexão, resumo, debate, etc.

Reflexão Inicial

Reflexão Final

Resumo

Reflexão / Investigação / Exercícios

Debate

Trabalho em Grupo

Videoaula

Saiba Mais